28 de junho de 2014

Júlio Pinheiro, Rubens Jr, Flávio Dino e Roberto Rocha oficializam candidaturas nesse domingo na Convenção da Mudança

Júlio Pinheiro e Flávio Dino: sintonizados
O Professor Júlio Pinheiro terá sua candidatura a Deputado Estadual oficialmente confirmada na Convenção da Mudança, nesse domingo (29), em São Luís.

O evento ocorre no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, a partir das 08:00 e deve oficializar também as candidaturas de Flávio Dino ao governo do Maranhão, com Carlos Brandão como Vice, e de Roberto Rocha para o Senado Federal.

Outro que garante a candidatura é o atual Deputado Estadual Rubens Jr (PCdoB), que deve disputar uma cadeira da Câmara Federal.

Dino lidera uma coalizão gigante formada por 09 partidos: PCdoB, PDT, PPS. PSB, PSDB, PP, PTC, PROS e Solidariedade.

Rubens Jr é candidato a Deputado Federal
Júlio Pinheiro mostra-se “entusiasmado e confiante” de que o Maranhão conseguirá assim como o Brasil, “dar um passo adiante na busca do desenvolvimento.”. Para tanto, Júlio Pinheiro destaca que “o Maranhão precisa sair das eleições de outubro com Flávio Dino eleito governador com uma grande e forte bancada de Deputados Estaduais e de Federais focados no projeto da mudança para fortalecer o novo governo.”.

“A minha candidatura está plenamente comprometida e sintonizada com os anseios populares e democráticos do povo para ajudar Flávio Dino a vencer o atraso.”, enfatiza Pinheiro, que deve comparecer à Convenção com toda a vibração positiva que o momento requer.

“Todos estão convidados para essa grande festa da democracia.”, convida.

27 de junho de 2014

Em Convenção Nacional do PCdoB Dilma diz o que realmente pensa: "Nosso Flávio Dino."

Dilma: "Nosso Flávio Dino."
"Nosso Flávio Dino, candidato a governador do Maranhão". Assim saudou a presidenta Dilma Rousseff ao pré-candidato a governador do Maranhão, Flávio Dino. Ele esteve em Brasília nesta sexta-feira (27) para participar da convenção nacional do PCdoB. Flávio Dino compôs a mesa de abertura da convenção que definiu as estratégias nacionais do partido.

O PCdoB anunciou oficialmente o apoio à reeleição da presidenta Dilma Rousseff e apontou como prioridade a eleição de Flávio Dino para governador do Maranhão. O presidente nacional da legenda, Renato Rabelo, destacou a importância e necessidade de um novo ciclo de mudanças para o Brasil, reafirmando a defesa por reformas estruturais democráticas. Em seu discurso, conclamou a luta para reeleger Dilma presidente e Flávio Dino governador do Maranhão.

“O PCdoB elegerá o primeiro governador do país derrotando o atraso. Vamos eleger Flávio Dino no Maranhão”, disse Renato Rabelo. Na semana passada em São Luís, durante ato político do PDT, ele destacou a prioridade da candidatura do comunista para a legenda e da importância da união programática dos partidos no Maranhão.

Dilma Rousseff mencionou a candidatura de Dino ao governo do Maranhão em seu pronunciamento e destacou ainda da participação de Dino no Governo Federal, com passagem exemplar pela presidência do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) – cargo que ocupou durante mais de 2 anos, batendo todos os recordes positivos durante sua gestão.

Senador pelo Ceará, Inácio Arruda também destacou a importância da mudança política no Maranhão, que acredita que virá com Flávio Dino governador do estado. Apoio declarado também pela deputada federal por Pernambuco, Luciana Santos: “Viva o PCdoB e Flávio Dino, próximo governador do Maranhão”, vibrou, sob fortes aplausos.

PARA RENOVAR A ESPERANÇA
O presidente nacional do partido, Renato Rabelo, afirmou que o PCdoB está engajado na reeleição de Dilma Rousseff (PT) e ratificou que o PCdoB, único partido que esteve ao lado do ex-presidente Lula em todas as eleições (desde 1989), continuará promovendo os avanços sociais alcançados ao longo de 12 anos integrando um governo de esquerda.

Ele defendeu que os governos de Lula e Dilma plantaram a maior política social no país. Grandes mudanças foram feitas no país com o apoio do Partido que desde o seu 13º Congresso Nacional manifesta apoio a preservação das conquistas e defende mais avanços para tornar o Brasil ainda mais democrático.

Segundo ele, o 13º Congresso Nacional do Partido já indicava a importância estratégica da quarta vitória do povo em 2014. E que essa quarta vitória se faria com a reeleição de Dilma Rousseff, sendo muito aplaudido pelos delegados.

26 de junho de 2014

Flávio Dino: "Agradecemos a confiança da nossa população. Seguiremos com força e fé."

Flávio Dino
Líder nas pesquisas eleitorais para o Governo do Estado do Maranhão, Flávio Dino tem mantido fiel compromisso com a mudança.

O reflexo dessa postura é a ampla aliança que tem articulado com a participação de 09 partidos (até o momento) todos dentro da visão programática de estabelecer um novo marco político que deve oxigenar o estado e fortalecer a ideia de que um outro Maranhão é necessário e possível.

Aliás, como qualquer cidadão Flávio tem exposto suas ideias em todos os fragmentos da realidade.

Abaixo, ele destaca as três pesquisas eleitorais realizadas por Institutos diferentes, em que ele lidera em todas de forma coerente nos resultados obtidos.

Leia o que disse Dino na sua página pessoal no Facebook:


"As três mais recentes pesquisas eleitorais, registradas e autorizadas pela Justiça, apontam vantagem de mais de 30 pontos do nosso nome sobre o nome indicado pela família Sarney.

No levantamento do instituto Exata, divulgado no início de maio, a vantagem é de 33 pontos percentuais. Segundo a pesquisa Amostragem, publicada no final de maio, a diferença a nosso favor é de 36 pontos percentuais. Já na Data M, divulgada ontem, estamos com 38 pontos na frente.

Agradecemos a confiança da nossa população.

Seguiremos com força e fé.

‪#‎TodosPeloMaranhão‬

"Convenção da Mudança" oficializa candidatura de Flávio Dino domingo

Acontece neste domingo (29) a Convenção da Mudança, que oficializará a chapa Flávio Dino governador, Carlos Brandão vice e Roberto Rocha senador. O evento será realizado a partir das 8 horas da manhã no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, do Sebrae, localizado na avenida Jerônimo Albuquerque, em São Luís.

No dia, serão realizadas as convenções de PCdoB, PDT, PPS e PSB. Os outros cinco partidos que participam da coligação em torno de Flávio Dino também estarão presentes: PSDB, PP, PTC, PROS e Solidariedade.

Convenções dos partidos de Oposição

O Partido Progressista (PP) foi o primeiro a realizar convenção. Em grande ato em São Luís, o partido confirmou o apoio à chapa majoritária e definiu os nomes de 23 candidatos a deputados estaduais e três federais para as eleições de outubro, entre eles o de Waldir Maranhão, presidente estadual do partido e candidato à reeleição.

Brandão, Dino e Rocha
O partido Solidariedade (SD), durante convenção estadual realizada em Pedreiras na última sexta-feira (20), também definiu o apoio às candidaturas de Flávio Dino, ao Governo, Carlos Brandão, a vice, e Roberto Rocha, ao Senado. O partido também oficializou os 22 candidatos a deputados estaduais e 5 federais que concorrerão nas próximas eleições

O Partido Republicano da Ordem Social (PROS) reafirmou o apoio a Flávio Dino (PCdoB), Carlos Brandão (PSDB) e Roberto Rocha (PSB) durante convenção que aconteceu em Bacabal, no sábado passado, 21 de junho. O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) realizou a convenção em Imperatriz, no último domingo (22), e oficializou as candidaturas a deputados estaduais e federais.

25 de junho de 2014

STF autoriza José Dirceu a trabalhar

José Dirceu
Ministro relator das execuções penais da Ação Penal 470, Luís Roberto Barroso acolhe agravo regimental apresentado por José Dirceu e aponta contradição no entendimento de seu antecessor, Joaquim Barbosa; “se se exigisse o cumprimento de um sexto da pena no regime semiaberto, o detento cairia no regime aberto”.

O plenário do Supremo Tribunal Federal julga na sessão desta quarta-feira (25) os recursos dos condenados na Ação Penal 470, o processo do mensalão, que tiveram o trabalho externo cassado pelo presidente da Corte, Joaquim Barbosa. O ministro não participa da sessão.

Mais cedo, os ministros rejeitaram por 8 a 2 o recurso apresentado pelo ex-deputado José Genoino (leia aqui), que pedia para cumprir prisão domiciliar por questão de saúde.

O relator das execuções penais do processo, Luís Roberto Barroso, acatou os agravos regimentais apresentados por José Dirceu, Delúbio Soares, Romeu Queiroz e Rogério Tolentino, autorizando os condenados a trabalharem foram do presídio.

O ministro apontou contradição no entendimento de Barbosa, de que é preciso cumprir um sexto da pena para obter o direito. Segundo ele, se houve essa exigência, o detento cairia para o regime aberto.

No mês passado, para cassar os benefícios, Barbosa entendeu que Dirceu, Delúbio e outros condenados no processo não podem trabalhar fora da prisão "por não terem cumprido" um sexto da pena em regime semiaberto.

Os condenados têm parecer favorável do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O procurador considera que não é necessário o cumprimento de um sexto da pena, conforme entendimento firmado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Para Janot, não há previsão legal que exija o cumprimento do lapso temporal para concessão do trabalho externo a condenados em regime semiaberto.

Fonte: Brasil 247

Data M confirma o que o Maranhão sente: Flávio Dino lidera com mais de 38 pontos

A divulgação da nova Pesquisa Data M, a ‘saída’ de José Sarney das disputas eleitorais e o baixo rendimento da candidatura de Lobão Filho tem feito estragos ainda mais poderosos na seara ‘sarneista’.

Todos sem exceção estão tentando garantir pelo menos os dedos pois os anéis já estão perdidos.

Não sabem mais o que fazer.

Batem, metem, distorcem, chantageiam, mas não conseguem derrubar a liderança firme de Flávio Dino ao governo estado.

Flávio tem respondido a tudo, tim tim, por tim tim, e o que é melhor não cai em armadilhas criadas pelo grupo oligarquico.

À frente de uma coalizão de forças nunca antes articulada no estado do Maranhão Flávio Dino segue inconteste como uma locomotiva para a grande e decisiva batalha eleitoral em que busca garantir a vitória, isolando a mais antiga oligarquia ainda no poder aqui no Brasil.

É claro que a megaestrutura que possuem e a velha arrogância ‘coxinha’ dos poderosos marca bem o espírito dessa gente que está pronta para tudo.

Mas aos que já veem a luz no fim do túnel devem continuar firmes e manter suas posições avançando sempre para que não apenas a luz chegue, mas que também a embocadura do túnel se alargue.

Veja os números da Pesquisa Data M – Atos e Fatos:

  • Flávio Dino (PCdoB) – 58,5%
  • Edson Lobão Filho (PMDB) – 20,7%
  • José Luís Lago (PPL) – 1,5%
  • Saulo Arcângeli (PSTU) - 0,9%
  • Antônio Pedrosa (PSOL) - 0,3 
  • Brancos e nulos - 5%
  • Não responderam - 13,5%


24 de junho de 2014

Lei da Ficha Limpa pode impedir candidatura de mais de 6 mil

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Antonio Dias Toffoli, recebeu hoje (24) uma lista com 6,6 mil nomes de gestores públicos que tiveram contas julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas da União (TCU). A lista foi entregue pelo presidente do TCU, ministro Augusto Nardes, destacando que as irregularidades apontadas podem levar à inelegibilidade.

Ministro Augusto Nardes (TCU) entregou a Dias Toffoli (TSE) lista com mais de 6 mil gestores que tiveram contas julgadas irregularesMarcelo Camargo/Agência Brasil
A lista não é declaração de inelegibilidade mas, segundo Nardes, tem sido usada como principal recurso para os tribunais eleitorais negarem o registro de candidatos, com base na Lei da Ficha Limpa.

“Além do fato de ficar oito anos fora das eleições, eles têm [de pagar] as multas que nós temos aplicado. Há casos de gestores que têm que assumir a responsabilidade com seu patrimônio pessoal, além de funcionários públicos que são demitidos, como há centenas de casos recentes”, disse o ministro.

As pessoas que constam da lista podem sofrer impugnação de eventuais candidaturas por iniciativa do juiz eleitoral, ou solicitadas por partidos políticos, Ministério Público Eleitoral, coligações ou candidatos.

Entre os citados na relação do tribunal estão funcionários públicos que ocupam cargos de menor responsabilidade, até ministros e governadores. Eles poderão ter os nomes excluídos da lista caso consigam decisão judicial ou liminar nesse sentido. A impugnação das candidaturas depende, em última instância, da Justiça Eleitoral.

A unidade federativa com mais nomes listados é o Distrito Federal, que tem 729 gestores apontados como responsáveis por contas irregulares. Em seguida está o Maranhão, com 513 nomes e São Paulo, com 485. Roraima é o estado com menos gestores apontados na lista, com 97 nomes.

Os relacionados na lista do TCU cometeram as chamadas irregularidades insanáveis nos últimos oito anos, e tiveram negados todos os recursos possíveis no âmbito do Tribunal de Contas da União. O pagamento do débito ou da multa imposta como punição pelo TCU não implica retirada do nome do gestor da lista.

É dever dos tribunais de contas encaminharem as listas até o dia 5 de julho do ano eleitoral à Justiça Eleitoral. Os tribunais nos estados também estão fazendo isso e têm recebido orientação do TCU para disponibilizarem os nomes dos gestores citados na internet. Liberada para o público, a relação será constantemente atualizada até fim do ano. Dessa forma, pessoas citadas que conseguirem liminares na Justiça podem ter os nomes retirados e outras, cujos recursos forem se esgotando, poderão ser acrescidas.

Fonte: Agência Brasil

Pré candidato a Deputado Estadual, Júlio Pinheiro vai a Viana reunir com educadores e prestigiar cultura popular local

Professor Júlio Pinheiro
O Professor Júlio Pinheiro foi convidado a participar de reunião hoje (24) com os trabalhadores em educação do Município de Viana.

O convite foi feito pelo Presidente do SINPROVIANA (Sindicato dos Profissionais de Ensino da Rede Municipal de Viana), Williandickson Garcia por conta do compromisso de Pinheiro com a defesa dos trabalhadores em educação e pelo prestígio que o professor Pinheiro tem nas chamadas ‘Regionais do SINPROESEMMA’ e por sua capacidade de diálogo para enfrentar e resolver conflitos.

Júlio aproveita a reunião com os educadores vianenses para reafirmar a disposição de luta e ao mesmo tempo firmar compromissos com os trabalhadores para que a luta tenha continuidade agora na Assembleia Legislativa.

Professor Williandickson Garcia
O Presidente do SINPROVIANA, Williandickson Garcia, a presença do Professor Júlio Pinheiro em Viana é importante, pois mostra uma vez mais a honradez do nosso candidato. Williandickson garante ainda que “a luta do professor Júlio Pinheiro tem sido feita com muita firmeza e com o apoio de todos aqueles que querem ver um Maranhão novo, com mais investimentos, mais direitos, mais educação e uma Assembleia Legislativa oxigenada. Nós vamos fazer a diferença dessa vez, pois Viana vai participar de maneira ativa do processo eleitoral e chamar o Maranhão inteiro a mudar práticas antigas que dominam o estado há quase 50 anos.”.

Prestigiado pelo trabalho que fez como Presidente do SINPROESEMMA e pela presença constante nos municípios, o professor Júlio Pinheiro construiu muitas relações com os trabalhadores e trabalhadoras em educação e ao mesmo tempo com outros segmentos sociais que enxergam no professor um forte candidato a Deputado estadual.

Júlio Pinheiro aposta na eleição de candidatos mais ligados ao povo e com forte relação com o movimento social. “Vamos com muita tranquilidade e confiantes no trabalho feito e no reconhecimento da sociedade de que nossa luta é para que todos tenham acesso a direitos e mais educação. Viana quer mudança e estamos sintonizados com esse sentimento.”.

Júlio Pinheiro reúne agora às 14:00 com os educadores e educadoras e à noite prestigia apresentação de brincadeiras e de bumba boi da cidade de Viana.

Barão de Itararé abre inscrições para o 2º Curso Nacional de Comunicação

Estão abertas as inscrições para o 2º Curso Nacional de Comunicação do Barão de Itararé, que ocorre entre 30 de julho e 2 de agosto, na capital paulista.

Cartaz chama para a realização do Curso
A atividade, que em sua primeira edição reuniu cerca de 200 sindicalistas, estudantes, professores, jornalistas, servidores públicos e ativistas de 16 estados do país, visa promover debates e oficinas práticas que contribuam para a capacitação de jornalistas, blogueiros, ativistas digitais e comunicadores sociais, no sentido de fortalecer a mídia comunitária, sindical e alternativa.

O curso acontecerá em São Paulo, em local que será divulgado ainda esta semana e as vagas são limitadas (120). Para participar os interessados (entidades e/ou indivíduos) devem fazer sua inscrição até o dia 15 de julho, através do formulário digital.

Há duas taxas diferenciadas de inscrição: para os participantes que não precisam de hospedagem (neste caso o valor é de R$ 350,00 e inclui refeição), e para os participantes que precisam de hospedagem (neste caso o valor é de R$ 950,00 para hospedagem em quarto duplo e refeição).

Para maiores informações ou esclarecimento de dúvidas entrar em contato pelo telefone (11) 3159-1585.

Em carta a Maradona, Fidel Castro destaca nível elevado do Futebol

Maradona e Fidel
O Comandante em Chefe da Revolução Cubana, Fidel Castro Ruz, enviou nesta terça-feira (24) uma mensagem ao “Pibe de Ouro” Diego Armando Maradona, por motivo de seu exitoso programa intitulado “De Canhota” (em espanhol De Zurda) na rede Telesur, junto ao reconhecido jornalista Víctor Hugo Morales.

Na mensagem, Fidel transmite uma saudação a Lionel Messi, que classifica como “formidável atleta que dá glória ao nobre povo da Argentina”.


Fidel e Maradona se encontram em Havana em 2013 Fidel e Maradona se encontram em Havana em 2013

Na emissão da noite passada, Victor Hugo leu a carta e Maradona respondeu: “Obrigado, mestre. Cada vez que o menciono, é como um segundo pai para mim. Sempre me cuidou e o fez bem. Só tenho agradecimentos para ele”.

Leia a carta de Fidel a Maradona.

“Inesquecível amigo:

Todos os dias tenho o prazer de assistir a teu programa, pela Telesur, sobre a Copa Mundial de Futebol; graças a isso, posso observar o extraordinário nível desse universal esporte.

Não creio possível uma educação adequada para os jovens de qualquer país sem o esporte, e no caso específico dos homens, sem incluir o futebol.

Eu sou político, mas quando criança, adolescente e jovem, fui desportista, e a esta nobre prática dediquei a maior parte de meu tempo livre.

Admiro tua conduta por numerosas razões. Tive o privilégio de conhecer-te quando triunfaram as ideias mais justas de nosso povo e nenhum poder pôde esmagá-las.

Nada estreitou tanto nossas relações como latino-americanos. Tu venceste as provas mais difíceis e como atleta e jovem de origem humilde.

Como a ti, saúdo Messi, formidável atleta que dá glória ao nobre povo da Argentina; que nada possa separar o que ambos têm de glória e prestígio, apesar dos mesquinhos esforços dos intrigantes.

Felicito igualmente a Telesur, que tem enriquecido este caloroso verão, e saúdo fraternalmente os excelentes e prestigiosos futebolistas de Nossa América, sem esquecer, é claro, o magnífico e visionário Víctor Hugo Morales, que descobre tuas qualidades e tanto tem divulgado o nobre valor do esporte e ao povo argentino que vocês representam com honra.

Certamente, Diego, nunca esquecerei a amizade e o apoio que sempre brindaste ao Líder Bolivariano Hugo Chávez, promotor do esporte e à Revolução da América Latina e aos povos subjugados do mundo.

Fraternalmente,

Fidel Castro Ruz"

Marco Civil da Internet está em vigor desde o dia 23 de Junho

Nesta segunda-feira (23) começam a vigorar as novas regras para o uso da internet no Brasil.

A Lei 12.965/14, conhecida como Marco Civil da Internet, é uma espécie de constituição do setor, que estabelece os direitos e deveres de usuários e de provedores de internet no país. Após aprovação na Câmara dos Deputados e no Senado, a lei foi sancionada pela presidenta Dilma Rousseff e publicada no dia 24 de abril, com prazo de 60 dias para entrada em vigor.
Brasil tem novo Marco Civil da Internet

Para os usuários, uma das principais novidades será a neutralidade de rede, ou seja, a garantia de que o tráfego terá a mesma qualidade e velocidade, independentemente do tipo de navegação. O usuário não poderá ter sua velocidade reduzida de acordo com o uso e as empresas não podem, por exemplo, diminuir a velocidade de conexão para dificultar o uso de produtos de empresas concorrentes.

Outro direito dos usuários é relacionado à privacidade. Segundo a nova lei, informações pessoais e registros de acesso só poderão ser vendidos se o usuário autorizar expressamente a operação comercial. Atualmente, os dados são coletados e vendidos pelas empresas, que têm acesso a detalhes sobres as preferências e opções dos internautas.

Outra mudança: atualmente, as redes sociais podem tirar do ar fotos ou vídeos que usem imagens de obras protegidas por direito autoral ou que contrariam regras das empresas. Com o marco civil, as empresas não podem retirar conteúdo sem determinação judicial, a não ser em casos de nudez ou de atos sexuais de caráter privado. O provedor não pode ser responsabilizado por conteúdo ofensivo postado em seu serviço pelos usuários. O objetivo é garantir a liberdade de expressão dos usuários e impedir a censura.

O Marco Civil também determina que os registros de conexão dos usuários sejam guardados pelos provedores durante um ano, sob total sigilo e em ambiente seguro. A lei também garante a não suspensão da conexão à internet, salvo por débito, e a manutenção da qualidade contratada da conexão à internet.

“O Brasil saiu na frente de vários países dando exemplo de como regulamentar essas decisões de maneira equilibrada entre os vários interesses e potos de vista sobre essa questão”, diz Nejm, diretor da SaferNet Brasil, organização não governamental (ONG) que atua na pesquisa e prevenção de crimes da internet.

Apesar de destacar todos os pontos positivos da norma, Nejm ressalta que o grande desafio, a partir de agora, fazer com que lei não fique só no papel. “Ainda tem uma lacuna importante na estrutura das policias especializadas, a carência de infraestrutura é grande”, destaca.

Segundo levantamento da SaferNet, só o Distrito Federal e os estados de Goiás, São Paulo, Rio de Janeiro, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Minas Gerais, Pernambuco e Mato Grosso do Sul tem delegacias especializadas. “Na Polícia Federal, a estrutura também é precária para a demanda. Falta estrutura para oferecer ao cidadão um atendimento adequado”, diz Nejm. A morosidade da Justiça também preocupa já que, segundo a ONG, com exceção de casos de nudez, julgamentos de processos por calúnia e difamação, por exemplo, pode demorar anos.

“Em um dia de exposição, o dano é imensurável e o tempo de resposta na Justiça não é tão rápido. O dano sempre é maior que a reparação”, acrescentou.

Para reduzir o número de crimes na internet, a SaferNet Brasil aposta na prevenção. A novidade neste sentido é que o Artigo 26 do Marco Civil, de forma inédita no Brasil, estabelece que é dever do Estado promover a educação para o uso seguro e responsável da internet em todos os níveis de ensino.

”Para nós, isso é muito importante. Mais que a questão de segurança, queremos discutir a cidadania digital: ética, direitos humanos, respeito por direitos e deveres, e não falar só sobre perigos na internet”, concluiu. A ONG preparou vasto material sobre o assunto que pode ser acessado gratuitamente e usado por escolas.

Fonte: Portal CTB com Agência Brasil

21 de junho de 2014

Em Convenção, PT confirma a candidatura de Dilma à reeleição

Lula e Dilma na Convenção Nacional do PT: Dilma Presidenta
A candidatura da presidente Dilma Rousseff à reeleição foi aprovada por aclamação neste sábado (21), durante convenção nacional do PT em Brasília. O evento, contou com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidatos petistas, membros da Executiva Nacional e representantes de partidos aliados. Foi lançada na convenção a campanha pela realização da reforma política no país.

Durante a Convenção , Dilma anunciou o Plano de Transformação Nacional, que será o principal eixo do seu programa de governo.

A presidenta explicou que o plano engloba um conjunto de medidas de mudanças que vai levar o país a um novo ciclo de desenvolvimento. São elas: reformas política, federativa, urbana e de serviços públicos e outros mecanismos capazes de produzir uma revolução educacional, uma revolução tecnológica e uma revolução digital.

"Temos, agora, uma oportunidade rara na história: defender os grandes resultados de um ciclo fabuloso e, ao mesmo tempo, ter força para anunciar o nascimento de um novo ciclo de desenvolvimento", disse Dilma, ao anunciar o Plano de Transformação Nacional.

Segundo Dilma, o principal mecanismo para deflagrar uma revolução digital no país será o programa Banda Larga para Todos, que tem como meta promover a universalização do acesso de todos os brasileiros a um serviço de internet barato, rápido e seguro.

Lula é Dilma e Dilma é Lula
"O programa pressupõe tanto a expansão da infraestrutura de fibras óticas e equipamentos de última geração, como o uso da internet como ferramenta de educação, lazer e instrumento de participação popular, nas decisões do governo", Afirmou a presidenta.

Reforma Federativa

Dilma justificou a inclusão de uma reforma federativa no conjunto de reformas estruturais propostas por ela, alegando que "um Plano de Transformação Nacional desta envergadura só pode se concretizar com uma ampla reforma, capaz de redefinir os papéis dos entes federados" e crescentou: "Não é por acaso que alguns dos serviços públicos que apresentam mais deficiência são os que têm interface entre os governos federal, estaduais e municipais. É preciso reestudar e redefinir novos papéis e novas funções para os entes federados, porque a complexidade crescente dos nossos problemas exige esta mudança".

"São tão amplos os desafios, as propostas e as tarefas que temos, que é mais apropriado chamar de "novo ciclo histórico" – e não apenas de "novo ciclo de desenvolvimento"-, o que nos propomos construir, junto com o povo brasileiro, resumiu a presidenta.

Dilma entende que este novo ciclo histórico já está sendo gestado, em parte, pelos programas e projetos que estão em andamento no atual governo, como o PAC, o Minha Casa, Minha Vida, o Pronatec e o Ciência sem Fronteiras.

Leia a integra do discurso da presidenta:

Companheiras e companheiros,

Agradeço, do fundo do meu coração, mais esta prova de confiança.

Estou com a alma tomada da mais profunda gratidão e alegria.

Quero transformar, mais uma vez, este sentimento em compromisso - e também em convocação.

Por isso, digo:

É hora de seguir em frente, companheiras!

É hora de fazer mais mudanças, companheiros!

É hora de construir mais futuro, queridos militantes e queridas militantes!

É hora de ampliarmos a extraordinária transformação pacífica que estamos fazendo há mais de uma década!

Quatro anos atrás, eu disse em uma convenção igual a esta:

"Lula mudou o Brasil e o Brasil quer continuar mudando. A continuidade que o Brasil deseja é a continuidade da mudança."

No meu discurso de posse, eu disse:

“Temos um desafio enorme porque o país é outro, porque mudou de patamar, e todo povo que muda de patamar quer mais e melhor. Não quer e não pode retroceder”.
Hoje, estas palavras continuam bem atuais.

Elas demonstram visão estratégica e trazem uma forte sensação de dever cumprido.
O Brasil quer seguir mudando pelas mãos dos que já provaram capacidade de transformar profundamente o País e melhorar a vida de nosso povo.

Nós - o PT e os partidos aliados - tivemos competência de implantar, nos últimos 11 anos, o mais amplo e vigoroso processo de mudança da história do país.

Que, pela primeira vez, colocou o povo como protagonista;

Que retirou 36 milhões de brasileiros da miséria;

Que levou 42 milhões para a classe média;

Que fez, em pouco mais de uma década, a maior redução da desigualdade social de nossa história.

E isso não pode parar.

Companheiros e companheiras,

Quero conversar com vocês sobre as grandes batalhas que vamos enfrentar.

Se na eleição do presidente Lula a esperança venceu o medo, nessa eleição a verdade deve vencer a mentira e a desinformação; o nosso projeto de futuro deve vencer aqueles cuja proposta é retornar ao passado.

Presidente Lula: quando há 12 anos, você assumiu a presidência, o Brasil era um.
Quando a deixou, o Brasil era outro, completamente diferente e muito melhor. De fato, a esperança tinha, em definitivo, vencido o medo.

Quando eu assumi o governo, o mundo era um. Pouco tempo depois, o mundo era outro.

A verdade é que a crise econômica e financeira internacional ameaçou não apenas a estabilidade das maiores economias do mundo, mas boa parte do sistema político e econômico mundiais, ao aumentar o desemprego, abolir direitos e semear a desesperança.

Porém, o Brasil, dessa vez não se rendeu, não se abateu, nem se ajoelhou!

O Brasil soube defender, como poucos, o mais importante: o emprego e o salário do trabalhador – e foi o País que melhor venceu esta batalha!

Antes dos nossos governos, o Brasil se defendia das crises arrochando os salários dos trabalhadores, aumentando as taxas de juros a níveis estratosféricos, aumentando o desemprego, diminuindo o crescimento, vendendo patrimônio público.

Com essa política desastrosa alienavam o futuro do País!

A partir de nós, não.

Pela primeira vez em nossa história, o trabalhador não pagou o preço da crise.

Enquanto, no resto do mundo, a crise devorou, desde 2008, 60 milhões de empregos, aqui foram criados 11 milhões de postos de trabalho com carteira assinada.

Mantivemos a política de valorização do salário mínimo e reajustamos o benefício do Bolsa Família sempre acima da inflação.

Fomos o país que mais venceu a luta contra a miséria.

O que consolidou o maior programa de habitação popular e o que está realizando algumas das maiores obras de infraestrutura do mundo.

O país que, fortalecendo a Petrobrás, descobriu o pré-sal e criou o modelo de partilha.

Este novo Brasil conseguiu implantar o maior programa de educação profissional de nossa história.

Conseguiu ampliar as oportunidades para as mulheres, os jovens e os negros;

Levar o Mais Médicos a 3.800 municípios;

Melhorar a qualidade do ensino em todos os níveis;

E acelerar os avanços de nossa infraestrutura econômica e social.

Conseguimos fazer isto porque nunca esquecemos os nossos compromissos mais profundos.

Sempre que as dificuldades aumentavam e o governo recebia pressões de todos os lados, eu repetia para mim mesma:

Eu não fui eleita para trair a confiança do meu povo, nem para arrochar salário de trabalhador!

Eu não fui eleita para vender patrimônio público, mendigar dinheiro ao FMI, e colocar, de novo, o país de joelhos, como fizeram!

Eu fui eleita, sim, para governar de pé e com a cabeça erguida!

Companheiras e Companheiros,

Fizemos muito, mas precisamos fazer muito mais, porque as necessidades do povo ainda são grandes.

Por mais que a nossa década tenha vencido o legado perverso das décadas perdidas que herdamos, ela não poderia ter resolvido problemas que se arrastam há séculos.

O povo quer mais e melhor - e nós também.

Temos, agora, uma oportunidade rara na história: criamos as condições para defender os grandes resultados de um ciclo extraordinário e, ao mesmo tempo, temos força para anunciar o nascimento de um novo ciclo de desenvolvimento.

Este novo ciclo manterá os dois pilares básicos do nosso modelo - a solidez econômica e a amplitude das políticas sociais - e trará avanços ainda maiores na melhoria da infra-estrutura e dos serviços públicos, na qualidade do emprego, no desenvolvimento tecnológico e no aumento da produtividade da nossa economia.

Este novo ciclo fará o ingresso decisivo do Brasil na sociedade do conhecimento, cujo pilar básico é uma transformação na qualidade da educação.

E não adianta ficar dando voltas: a transformação da educação só se consolida com a valorização plena e real do professor - com melhores salários e melhor formação.

Já começamos a fazer isso e vamos acelerar muito mais quando ingressarem os 75% dos royalties do petróleo e os 50% do excedente em óleo do pré-sal. Todos destinados à educação.
Companheiros e companheiras,

Nos últimos onze anos, o país testemunhou o maior crescimento do emprego, a maior valorização do salário e a maior distribuição de renda da sua história.

O salário do trabalhador cresceu 70% acima da inflação e geramos mais de 20 milhões de novos empregos com carteira assinada.

Foi também o mais longo período de inflação baixa da história brasileira.

No novo ciclo que vamos construir é necessário consolidar e aprofundar ainda mais estas conquistas.

Um avanço decisivo será melhorar a qualidade do emprego.

Isso pressupõe melhor ensino técnico e formação profissional, inovação e desenvolvimento tecnológico. A conseqüência será um forte aumento da produtividade da nossa economia.

Para melhorar a formação profissional dos brasileiros, implantei o Pronatec: o maior programa de ensino técnico e qualificação de nossa história.

Demos, também, continuidade a obra extraordinária de Lula, consolidando o Enem, ampliando o Prouni e o Fies, criando novas universidades e escolas técnicas.

Implantei a política de cotas para as escolas públicas e o Ciência sem Fronteiras, o maior programa de bolsas de estudos no exterior de nossa história.

O Pronatec já tem 7,4 milhões de matrículas.

Um feito e tanto que não vai parar por aí!

Na quarta-feira passada, lançamos o Pronatec-2 que, a partir de 2015, vai ampliar para 12 milhões estas vagas, distribuídas em 220 cursos técnicos e 646 cursos de qualificação, todos gratuitos.

Em 2018, teremos formado 20 milhões de brasileiros e brasileiras.

Companheiros e companheiras,

São tão amplos os desafios, as propostas e as tarefas que temos, que é mais apropriado chamar o que nos propomos construir de "novo ciclo histórico" - e não apenas de "novo ciclo de desenvolvimento" -, o que nos propomos construir, junto com o povo brasileiro.

Este ciclo pressupõe uma transformação educacional, uma revolução tecnológica e uma revolução no acesso digital. E, ao mesmo tempo, uma reforma dos serviços públicos, uma reforma urbana, uma reforma política e uma reforma federativa.

Este novo ciclo histórico já está sendo gestado, em parte, pelos programas e projetos que estão em andamento, como o PAC, o Minha Casa, Minha Vida, o Pronatec, o Ciência sem Fronteira e os grandes investimentos em infraestrutura.

O Minha Casa, Minha Vida é, na verdade, um vigoroso pilar do grande plano de reforma urbana que já começamos a implantar.

Como também o são os vultosos projetos de mobilidade em execução nas principais cidades brasileiras, que somam recursos de 143 bilhões de reais.

Junto com todos os investimentos em saneamento básico e acesso ao abastecimento de água.

Durante a campanha, teremos condições de debater e aprofundar, com a sociedade brasileira, o Plano de Transformação Nacional, e todo seu conjunto de reformas que produzirá um novo salto de desenvolvimento para o Brasil.

Uma peça importante do plano é o programa Brasil Sem Burocracia. Nenhum país do mundo acedeu ao desenvolvimento sem romper as amarras da burocracia.

Para avançarmos, é necessário tornar o Estado brasileiro, não um estado mínimo, mas um Estado eficiente, transparente e moderno.

Outro programa decisivo é o Banda Larga para Todos, com o qual vamos promover a universalização do acesso de todos os brasileiros a um serviço de internet barato, rápido e seguro.

O programa pressupõe tanto a expansão da infra-estrutura de fibras óticas e equipamentos de última geração, como o uso da Internet como ferramenta de educação, lazer e instrumento de participação popular, em especial nas decisões do governo.

A reforma urbana que imaginamos engloba não apenas a rediscussão do uso do espaço urbano - e a melhoria da oferta da casa própria e do saneamento básico - mas também transformações decisivas na mobilidade, no transporte público e na segurança.

Já a reforma dos serviços públicos dará uma atenção especial à melhoria da qualidade da saúde.

Fizemos o Samu, as Upas, os medicamentos gratuitos do Aqui Tem Farmácia Popular, a Rede Cegonha e o Mais Médicos, um programa estratégico que fortalece o SUS e, portanto, a atenção básica de saúde .

Temos nos esforçado muito, mas os serviços de saúde precisam sofrer, ainda, uma transformação mais profunda para ficar a altura das necessidades dos brasileiros.
Companheiras e companheiros,

Um Plano de Transformação Nacional desta envergadura, só pode se concretizar com uma ampla reforma, capaz de redefinir os papéis dos entes federados.

Não é por acaso que alguns dos serviços públicos que apresentam mais deficiência são os que têm interface entre os governos federal, estaduais e municipais.

É preciso reestudar e redefinir novos papéis e novas funções para os entes federados, porque a complexidade crescente dos nossos problemas exige esta mudança.

É importante que a redefinição do pacto federativo integre o âmbito da grande reforma política que o Brasil necessita.

Esta reforma é fundamental para melhorar a qualidade da política e da gestão pública.

A transformação social produzida por nossos governos criou as bases para a promoção de uma grande transformação democrática e política no Brasil.

Nossa missão, agora, é dar vida a esta transformação democrática e política, sem interromper, jamais, a marcha da grande transformação social em curso.

Não vejo outro caminho para concretizar a reforma política do que a participação popular, mobilizando todos os setores da sociedade por meio de um Plebiscito.

Companheiros e companheiras,

Nosso Plano de Transformação Nacional será a ampliação do grande conjunto de mudanças que estamos realizando, junto com o povo brasileiro.

Significa mais oportunidades para os brasileiros no nosso território e mais oportunidades para o Brasil no mundo.

Oportunidade tem sido nossa palavra-chave.

Antes do PT e dos partidos aliados chegarem ao poder, as oportunidades para um brasileiro subir e crescer na vida eram poucas, quase nulas.

Hoje são muitas!

Vamos continuar transformando o Brasil em um país de oportunidades para todos, em especial para os grupos majoritários historicamente marginalizados: as mulheres, os negros e os jovens.

Como mulher - e primeira presidenta - sei que a igualdade de oportunidades para homens e mulheres é um princípio essencial da democracia e um poderoso estímulo ao progresso de uma nação.

Sei, que nesta tarefa de continuar mudando o Brasil, conto com o apoio insuperável desta combativa militância do PT, e de todos os nossos partidos aliados.

É uma sorte e um privilégio contar com vocês!

É uma sorte e um privilégio ter um vice da estatura de Michel Temer - um estadista e um companheiro de todas as horas.

Sou, hoje, uma governante ainda mais madura e disposta a enfrentar desafios.
Pronta para ouvir e propor novas idéias.

Tive o desafio de suceder uma lenda viva.

Um gigante que em muitas áreas fez mais, em 8 anos, do que outros governos em 80.
Eu preciso de mais quatro anos para poder completar uma obra à altura dos sonhos e desafios do Brasil.

Para fazer isso, preciso do apoio dos brasileiros e, especialmente, desta grande militância.
Precisamos ir às ruas explicar o que fizemos e o que podemos fazer.

Precisamos ter uma conversa toda especial com os mais jovens, pois eles não puderam testemunhar todo processo de transformação que o Brasil passou nos últimos onze anos.

A campanha é para isso: para lembrar o passado e, antes de tudo, explicar o futuro.

Mas a nossa campanha tem que ser uma festa de paz.

Eu nunca fiz política com ódio.

Mesmo quando tentaram me destruir física e emocionalmente, por meio de violências físicas indizíveis, eu continuei amando o meu país e nunca guardei ódio dos meus algozes. Por isso vencemos a luta pela democracia.

Eu sou como o povo brasileiro.

Não tenho rancor, mas não abaixo a cabeça. Não insulto, mas não me dobro. Não agrido, mas não fico de joelhos para ninguém.

Não perco meu tempo odiando meus adversários porque tenho um país para governar, um povo para representar, um modelo de emancipação popular para executar e proteger dos que tentam bloqueá-lo.

A nossa campanha precisa ser, antes de tudo, uma festa de alto astral.

Abaixo a mediocridade! Abaixo o pessimismo e o baixo astral!

As grandes vitórias brasileiras são construídas com o fermento da alegria e do otimismo.

Vejam como a Copa está dando uma goleada descomunal nos pessimistas.

Sonhemos, companheiras e companheiros!

Sonhemos sonhos heróicos e sem limites.

Antes de tudo, amemos o Brasil e nossos compatriotas, com toda a força do coração.

Não deixemos o ódio prosperar em nossas almas.

Recolhamos as pedras que atiram contra nós e as transformemos em tijolos para fazer mais casas do Minha Casa, Minha Vida.

Recolhamos os panfletos apócrifos, com falsas denúncias, e os transformemos em cartilhas e material pedagógico para assegurar educação de qualidade para nosso povo.

Recolhamos os impropérios e as grosserias e os transformemos em versos de canções de esperança no futuro do Brasil.

Com a força do povo, venceremos de novo. Viva o Brasil! Viva o Povo Brasileiro.

Fonte:Vermelho, com agências

16 de junho de 2014

Rose Sales defende um plano para a educação ser passada a limpo

Vereadora Rose Sales (PCdoB)
Defendendo sua posição em defesa da luta dos professores municipais em greve reivindicando melhoria salarial e outras questões a vereadora Rose Sales (PCdoB) ocupou a tribuna da Câmara Municipal de São Luís, na manhã desta segunda-feira, (16), quando defendeu a necessidade de um plano de educação passado a limpo, “contando com a participação ativa desta Casa, do Executivo e dos trabalhadores, por meio de suas entidades representativas”.

Ela disse que a atual situação que se encontra o movimento paredista pode ser considerada “uma grande vitória dos trabalhadores da educação, não por questão apenas de reajuste salarial, mas de ganho de direito real”, completou.

Durante seu pronunciamento, a vereadora comunista destacou que alguns itens que tratam da valorização dos trabalhadores da educação não são ainda garantia de uma educação de qualidade por não terem sido levados em consideração. Temas como a demora na aposentadoria de educadores e expansão do mercado de trabalho para a categoria causou questionamento da vereadora.

Sobre o seu posicionamento Rose Sales afirmou não se tratar de nenhum levante contra o Executivo, e acrescentou que entendam como quiser aqueles que quiserem distorcer (sua fala). Assegurou ainda que “não queremos confrontar por confrontar, mas defender uma escola pública de qualidade, com a dignidade humana para alunos e professores”.

Fonte: Assessoria da Câmara Municipal

14 de junho de 2014

Flávio Dino lembra do apoio dado à aprovação do Estatuto do Garimpeiro

O coordenador do Diálogos pelo Maranhão e pré-candidato a governo do estado, Flávio Dino (PCdoB), esteve reunido com garimpeiros nesta última semana, durante visita à Região Tocantina. Na ocasião, Dino lembrou do apoio que deu à aprovação do Estatuto do Garimpeiro. Na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, Flávio foi relator do Projeto de Lei 7505/2006, de autoria do Poder Executivo, que instituiu o Estatuto do Garimpeiro. O Estatuto foi aprovado após muitos anos de debates no Congresso Nacional.

A aprovação do Estatuto representou um ganho aos direitos trabalhistas dos profissionais que atuam em garimpos, segundo Flávio. “De atividade clandestina, os garimpeiros receberam uma garantia de legalização das relações de trabalho, definição sobre a sindicalização, os direitos e os deveres da categoria e a permissão de que o resultado da atividade do garimpeiro pode ser comercializado diretamente com o consumidor final. Foi uma conquista importante para a categoria”, disse.

Na época, a direção da Frente de Defesa dos Direitos e Interesses dos Garimpeiros de Serra Pelada (Fredigasp) avaliou a indicação de Flávio Dino para relatar a matéria como facilitador para a aprovação.

SAIBA MAIS
O estatuto é o marco legal do trabalho de garimpeiro no país, atividade que, segundo o governo, ocupa cerca de 1,5 milhão de pessoas - a maior parte sem carteira assinada e em condições insalubres. Entre os pontos principais da Lei está a determinação que só será considerado garimpeiro o trabalhador que atuar em área de extração que possui título minerário emitido pelo Departamento Nacional de Pesquisa Mineral (DNPM). O título é um documento que autoriza a lavra. O dispositivo estabelece ainda que a comercialização da extração só poderá ser feita após a emissão do título.

O segundo é o que define as cinco modalidades de trabalho para o garimpeiro. Segundo o PL 7505/06, os trabalhadores - obrigatoriamente maiores de 18 anos - podem exercer a atividade de forma autônoma, em regime de economia familiar, mediante contrato de parceria registrado em cartório, em cooperativa e de forma individual que gere relação empregatícia (como contrato com carteira assinada). A aprovação da lei também contribui no combate ao trabalho escravo na atividade.

13 de junho de 2014

SINDEDUCAÇÃO convoca nova Assembleia Geral para avaliar e deliberar sobre movimento grevista

Veja abaixo Edital lançado pelo SINDEDUCAÇÃO convocando Assembleia Geral dos Trabalhadores em Educação do Municipal.

O SINDICATO DOS PROFISSIONAIS DO ENSINO PÚBLICO MUNICIPAL DE SÃO LUÍS – SINDEDUCAÇÃO, pessoa jurídica devidamente registrada, CNPJ 05.642.608/0001-33, com sede na cidade de São Luís, Estado do Maranhão, na Avenida 14, n. 46, III Conjunto da Cohab Anil, CEP 65.032-050, representada neste ato por sua Presidente, Sr.ª Elisabeth Ribeiro Castelo Branco, no uso de suas atribuições legais, nos termos do artigo 4º, §1º da norma estatutária, convoca todos os servidores do magistério para a Assembléia Geral Extraordinária, que será realizada no auditório da FETIEMA, na Rua Senador João Pedro , s/n, Praça da Bíblia, Centro, São Luís/MA, no dia 18 de Junho de 2014, a partir das 08:30h, em primeira chamada, e às 9:00h em segunda chamada, para tratar dos seguintes pontos de pauta: 1) Avaliação e deliberação do movimento grevista, diante da pauta reivindicatória da categoria;.

Informamos que toda a categoria, filiados e não filiados, poderá ter acesso à assembleia, com direito a voto. Os filiados devem apresentar identidade e os não filiados devem apresentar contracheque e documento de identificação.


São Luís, 12 de junho de 2014

Dino e Rocha dialogam com médicos

O coordenador do Diálogos pelo Maranhão e pré-candidato a governo do Estado, Flávio Dino (PCdoB), esteve reunido com médicos de todo o Maranhão nesta quarta-feira (11). Ao lado de Roberto Rocha (PSB), pré-candidato ao Senado, ele recebeu contribuições para o Programa de Governo, pode ouvir o diagnóstico da saúde no estado, as dificuldades encontradas na infraestrutura das unidades e assumiu o compromisso de incentivar a formação de novos profissionais, investir na qualificação e estrutura de hospitais para refletir no atendimento de qualidade aos maranhenses.

“Nós temos um conjunto de propostas capazes de alterar essa realidade, envolvendo o cumprimento das leis que regem o Sistema Único de Saúde. Além disso, incentivar a formação de novos profissionais, mediante apoio às faculdades, um programa de residência médica que seja efetivo e também a estruturação da carreira de estado dos médicos, assim como o Conselho Federal de Medicina reivindica. Esse é o caminho para que nós possamos ter motivação e valorização dos médicos, resultando daí o atendimento à altura daquilo que os maranhenses merecem e necessitam”, disse Flávio Dino.

Roberto Rocha lembrou que durante o Movimento Diálogos pelo Maranhão, que tem discutido com a população formas de desenvolver o estado, um dos problemas apresentados de forma recorrente é o da saúde. “O Maranhão precisa retomar a construção de hospitais regionalizados, como fez Jackson Lago, com a construção em Presidente Dutra, que atendia aquela região do Centro do Maranhão. Além disso, firmar parceria com os municípios para que possam desenvolver a atenção básica com qualidade. Nossa causa é trabalhar pelo Maranhão, dar à população um estado melhor”, disse.
Durante a reunião, os médicos apresentaram o diagnóstico da situação de abandono da rede de saúde no Maranhão e reforçaram que a falta de estrutura é fator que desestimula os bons profissionais.

Para Marcos Pacheco, superintendente de Educação da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de São Luís, uma das principais prioridades para melhorar o atendimento à população é o incentivo à formação de novos médicos. A opinião deriva de dados do Conselho Federal do Maranhão (CFM), que apontam que o Maranhão é o estado com a menor proporção entre médicos e habitantes.

“Nós somos hoje seis milhões de habitantes para pouco mais de cinco mil médicos em atividade. Isso por si só já mostra uma fragilidade muito grande do sistema. Nós precisamos aumentar o número de médicos e mais do que isso, interiorizar esses médicos. O grande problema hoje é que esses médicos que existem os cinco mil, uma boa parte está na capital do estado”, apontou. Para ele, a interiorização é a garantia de uma carreira que gratifique bem os profissionais para que possam associar isso ao compromisso de cuidar bem da população do Maranhão.

Prefeito de Tuntum e médico, Cleomar Tema, falou da necessidade de traçar uma política de saúde para o estado. A solução sugerida por ele é a descentralização da rede de urgência e emergência no Maranhão. “Nós temos apenas um Socorrão no interior do estado, que é o de Presidente Dutra. Aqui na ilha nós temos dois Socorrões que não atendem a demanda da população de São Luís porque atendem também cinco milhões de habitantes do interior do estado. A solução é descentralizar a urgência e emergência com a construção de hospitais regionais”, acredita.

A importância do papel de conciliador do Governo do Estado com os sistemas de saúde municipal e federal foi defendido pelo deputado federal Simplício Araújo (SD). Ele afirmou que hoje não há uma conversa sobre ações compartilhadas para melhorar o sistema para pacientes e profissionais. Sobre o programa Saúde é Vida, desenvolvido pelo executivo estadual, Simplício acredita que da forma que vem sendo executado não reflete em melhorias no sistema.

“A construção desses hospitais não representou a melhoria no atendimento a saúde no estado. É preciso trabalhar políticas de saúde e enfrentar a falta de médicos, de recursos e de relação do município com o Governo do Estado. Um reflexo disso é que os maranhenses continuam buscando saúde em estados vizinhos”, contou. O deputado criticou também a falta de apoio do Estado às políticas municipais citando como exemplo as cidades de Imperatriz e Caxias, que tiveram a retirada dos recursos e desenvolvem as ações de saúde com muita dificuldade.

Outro problema apontado e que precisa de atenção foi levantado pela médica Terezinha Abreu, que foi a primeira diretora do Hospital Universitário da UFMA, é sobre a necessidade de capacitação profissional e condições de trabalho. “Nós temos condições de capacitar os nossos médicos para trabalhar em qualquer parte do país. O que precisamos é dar condições aos médicos, não adianta se especializar se quando vai para um hospital não tiver condições de aparelhagem adequada para trabalhar”, disse.

SAÚDE COMO PRIORITÁRIA NO PROGRAMA DE GOVERNO

Flávio Dino apresentou aos médicos as principais iniciativas que tratam da saúde. Entre elas, a criação do Programa “Mais Médicos Maranhão” para combater o déficit de profissionais no Estado. O Programa vai complementar o Mais Médicos do Governo Federal, com a ampliação de cursos de Medicina, e implementação da carreira de Estado para os médicos.

Fonte: Diálogos pelo Maranhão

11 de junho de 2014

Flávio Dino propõe venda da Casa de Veraneio para investir em saúde

Veja o Vídeo Aqui: http://www.youtube.com/watch?v=mPOXhrnB_5c

Flávio Dino
O pré-candidato a governador Flávio Dino (PCdoB) propôs nesta quarta-feira (11), durante inserção no horário eleitoral gratuito, que a Residência de Veraneio de São Marcos, pertencente ao governo do Estado, seja vendida e o valor arrecadado seja integralmente destinado a uma política social, por exemplo, uma unidade de saúde destinada a crianças com câncer. O imóvel é avaliado em pelo menos R$ 20 milhões.

O ex-presidente da Embratur avalia que enquanto tragédias se sucedem no Maranhão, o governo do Estado mantém gastos suntuosos absolutamente incompatíveis com a atual realidade maranhense.

Segundo ele, a medida implicará também a eliminação das despesas mensais com a manutenção e segurança. “Assim, uma parcela do patrimônio do povo do Maranhão será melhor utilizada, com uma destinação social, no lugar de banquetes e festas do mundo do poder”, defendeu.

A Residência serve hoje única e exclusivamente para festas oficiais de integrantes do governo do Estado. Não há registros nos canais de comunicação oficiais, mas a casa é anterior ao governo José Sarney (31 de janeiro de 1966 a 15 de março de 1971). Dizem que o então governador Newton de Barros Belo gostava de atravessar o rio Anil de barco para descansar por lá.

A residência era modesta. Ganhou suntuosidade pelas mãos da governadora Roseana Sarney, nos anos 90, período em que foi completamente reformada e ganhou ares de mansão. Hoje, a Casa de Veraneio tem valor avaliado em R$ 20 milhões.

Com espaços amplos, área externa com extensa cobertura e piscinas, é na Casa de Veraneio que Roseana Sarney leva aliados políticos, empresários amigos e jornalistas parceiros para confraternizações anuais, reuniões políticas festivas e aniversários de gente graúda.

Parte dos R$ 3 milhões que o governo gasta anualmente com comidas, bebidas e decorações festivas são para a Casa de Veraneio. Sai também do bolso do contribuinte os custos de manutenção com jardinagem e seguranças para manter a mansão impecável.

Em janeiro deste ano, em meio à crise na segurança pública, a governadora Roseana Sarney mandou comprar R$ 1,3 milhão em alimentos e R$ 1,4 milhão em bebidas e petiscos para garantir a festa de 2014.

Dilma vence eleição no primeiro turno, aponta Vox Populi

A presidenta Dilma Rousseff venceria a eleição no primeiro turno e governaria o Brasil por mais quatro anos se o pleito fosse hoje, segundo pesquisa Vox Populi/Carta Capital. O levantamento foi publicado nesta quarta-feira (11).

Dilma Roussef: Vitória no 1º turno
Dilma vence eleição no primeiro turno, aponta Vox PopuliDilma vence eleição no primeiro turno, aponta Vox Populi A pesquisa indica um crescimento de Aécio Neves (PSDB) e a manutenção da preferência por Eduardo Campos (PSB).

Na pesquisa estimulada, com os nomes dos pré-candidatos colocados, Dilma tem 40% das intenções de voto — mesmo patamar de abril de 2014, última pesquisa do Vox Populi. O senador tucano Aécio Neves (MG) subiu de 16% para 21% em junho. Já o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos manteve os 8% registrados em abril.

O quarto em intenções de voto é o pastor Everaldo (PSC), que tem 2% da preferência do eleitorado — mesmo nível de abril. Pela primeira vez, José Maria Marin (PSTU) pontuou na pesquisa e aparece com 1%. Os demais candidatos — Randolfe Rodrigues (Psol), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Eduardo Jorge (PV), Mauro Iasi (PCB) e Denise Abreu (PTN) — não atingiram 1% dos votos.

Os eleitores que disseram que votariam em branco ou nulo são 14% agora — contra os 15% registrados em abril. Já os indecisos são 14% — contra 18% de abril.

Vitória no primeiro turno

A pesquisa Vox Populi/Carta Capital indica vitória de Dilma no primeiro turno porque a diferença entre a intenção de voto de Dilma (40%) e supera a soma dos demais candidatos (32%) considerando a margem de erro, de 2,1 pontos porcentuais.

O instituto entrevistou 2.200 eleitores de 161 cidades entre os dias 31 de maio e 1º de junho. O estudo está registrado na Justiça Eleitoral com o número BR-00156/2014.

Fonte: R7

PDT anuncia apoio a reeleição de Dilma em Convenção Nacional

PDT tá com Dilma Lá e Flávio Dino cá
A presidenta Dilma Rousseff foi recebida no final da Convenção Nacional do PDT, nesta terça-feira (10), em Brasília, quando o Partido anunciou o apoio à sua reeleição, com as palavras de ordem: "Ninguém me enrola/ Voto na Dilma/ Que é cria do Brizola". O PDT deliberou sobre o apoio aos candidatos a Presidente e a Vice-Presidente da República e discutiu alianças e coligações para as eleições de outubro.

A presidenta Dilma Rousseff agradeceu o apoio e afirmou que PT e PDT têm compromisso e aliança históricos “porque temos as mesmas ambições políticas do povo brasileiro. A presidenta Dilma Rousseff agradeceu o apoio e afirmou que PT e PDT têm compromisso e aliança históricos “porque temos as mesmas ambições políticas do povo brasileiro.
Os cerca de 500 convencionais do PDT, procedentes de todo o país, confirmaram o indicativo tirado no último dia 9 de abril - ao final da reunião da Executiva Nacional com os presidentes dos 27 diretórios estaduais, mais os líderes do PDT na Câmara e no Senado, além dos presidentes dos movimentos partidários - de apoiar a reeleição de Dilma Roussef nas eleições presidenciais de outubro próximo. O apoio foi unânime em votação simbólica.

A presidenta Dilma Rousseff agradeceu o apoio e afirmou que PT e PDT têm compromisso e aliança históricos “porque temos as mesmas ambições políticas do povo brasileiro. Queremos um país escolarizado que tenha na educação dois caminhos. A educação para nós significa manter os ganhos de distribuição de renda e fazê-los avançar”. Segundo ela, os esforços para dirimir a miséria no país é apenas um primeiro passo e a educação é responsável por consolidar essas políticas.

“O PDT para minha aliança é algo fundamental. Participa do núcleo de minhas alianças. Juntos, somos invencíveis. Separados, somos fracos”, afirmou ao lembrar de nomes que participaram da história da legenda como Getúlio Vargas e Leonel Brizola.

"Oportunismo deslavado"

Dilma elencou os resultados alcançados pelo seu governo, atribuindo parte do êxito a parceria com o PDT, como a criação de quase cinco milhões de empregos formais e a elevação do salario mínimo.

A presidenta/candidata atacou os críticos e pessimistas em relação aos programas do seu governo que agora, segundo ela, querem se apropriar dos resultados. O Bolsa Família tem sido objeto de disputa entre os potenciais candidatos à presidência mesmo antes do período eleitoral iniciar oficialmente.

“O Bolsa Família está seguro nas nossas mãos porque construímos o Bolsa Família, mudamos sempre que necessário, e transformamos em um caminho de ascensão social. Um programa é feito por quem tem vontade politica de fazer e se arrisca contra tudo e todos”, afirmou. Segundo ela, os que criticavam, agora dizem que os programas não são mérito de ninguém e que podem ser usados por todos. “É oportunismo do mais deslavado nível”, completou.

Próxima do trabalhismo

O presidenta nacional do PDT, Carlos Lupi, também afirmou que dos candidatos que atualmente disputam a presidência da República, não existe nenhum mais próximo da história do Trabalhismo e do PDT do que a presidenta Dilma Roussef.

“O projeto de Dilma é o mais próximo do nosso. Temos causa e não colocamos questões pessoais acima dos interesses do Brasil. Nosso apoio a é pensado, embora esteja na contramão do que as pessoas estão acostumadas a ver na política pois temos uma opção histórica e não abrimos mão dela. Não há ninguém à esquerda de Dilma”, afirmou.

O ministro do Trabalho, Manoel Dias, ressaltou os resultados alcançados pelo atual governo. “Entre as candidaturas que estão postas só uma tem condição de continuar beneficiando os trabalhadores com políticas de distribuição de renda, de melhoria do salario mínimo e de geração de emprego. Criamos um ciclo virtuoso e não há sinais de que isto vai parar”, afirmou.

No evento, foram lembrados os dez anos da morte de Leonel Brizola, fundador do PDT, homenagens que se estenderão a São Borja (RS) no próximo dia 21, onde será realizada a Convenção do PDT-RS. O PDT gaúcho e o nacional também homenagearão em São Borja, terra dos presidentes trabalhistas Getúlio Vargas e João Goulart, os 60 anos da morte de Vargas, dia 24 de agosto próximo, e da divulgação de sua Carta Testamento - que Brizola e Darcy Ribeiro consideravam o maior documento político da História do Brasil.

De Brasília
Márcia Xavier
Com informações do PDT

Flávio Dino é recebido em Imperatriz por pastores de 157 igrejas evangélicas

Flávio Dino e pastores da Assembleia de Deus de Imperatriz
O coordenador do Diálogos pelo Maranhão e pré-candidato a governador do estado, Flávio Dino (PCdoB), participou de uma reunião neste sábado (7) com pastores e esposas de 157 igrejas da Assembleia de Deus de Imperatriz. Acompanhado do prefeito e vice-prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira (PSDB) e Pastor Porto (PPS), eles conversaram sobre a esperança de um Maranhão mais justo para todos.

Recebido pelo pastor Raul Cavalcante, presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Imperatriz, Dino foi lembrado pelo apoio que deu ao projeto de evangelização AD na Copa, quando era presidente da Embratur.

“Nós precisamos olhar para adiante para mudar o Maranhão. A nossa batalha, a nossa luta é exatamente para transformar o nosso estado. Precisamos fazer que o Maranhão melhore seus indicadores sociais. Hoje, metade da população maranhense não tem água em casa, metade da população não sabe o que é um banheiro. Como se pode fazer política de saúde sem saneamento?”, questionou Flávio Dino.

Ele reforçou a necessidade de investir na educação como caminho para tirar o Maranhão do atraso. Dino falou da grande conquista para Imperatriz a instalação do curso de Medicina com 40 vagas; entretanto, com apenas cinco maranhenses aprovados. “O curso é daqui, o dinheiro é do Maranhão, mas os alunos não são maranhenses. Isso porque o ensino médio não tem qualidade. Essas injustiças todas são marcadas pela política, por isso é preciso mudar a forma de governar o estado”, afirmou.

Pastor Posto destacou a competência de Flávio Dino, o conhecimento dele acerca da realidade social do estado e de sua fé em dias melhores para o Maranhão. “Eu conheço a formação cristã católica de Flávio. A fé de alguém deve ser medida também pelas obras, assim é o princípio da Bíblia. E sei que Flávio Dino fará um governo com dignidade, princípios, valores e trabalho para ajudar a melhorar o nosso estado”, disse.

O trabalho de Flávio Dino como incentivador do projeto evangélico AD na Copa foi lembrado pelo secretário de Missões da Assembleia de Deus, o pastor Francisco Ramos da Paz. “O projeto será realizado em todas as cidades sede da Copa. O que me chamou muita atenção foi o empenho dele para que o projeto AD na Copa fosse uma realidade”, disse. Os voluntários vão desenvolver iniciativas voltadas para a conscientização ao combate da exploração sexual, pedofilia, uso de drogas.

Madeira defende Flávio de ataques

Prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira reforçou o histórico de Flávio, como juiz federal, presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil e deputado federal. “É uma pessoa de enorme capacidade e juntos com todos nós vai mudar a realidade do nosso estado. Esse Maranhão de terra fértil, de chuva, que tem tudo, mas não avança”, analisou.

Madeira criticou também os ataques contra Flávio ao invés de concentrar a discussão no desenvolvimento do estado. “Como os outros não tem o que dizer do Maranhão, porque já tiveram todas as chances do mundo de fazer algo pelo estado, é mais fácil discutir outras coisas. Quem faz o que Flávio tem feito é porque tem muita fé, muita coragem. Eles ficam inventando coisa, ao invés de discutir a realidade do nosso estado. Por que não falam da realidade das escolas de ensino médio? Por que não discutem os motivos do Maranhão ter mais gente carente?”, questionou.

Oração por um Maranhão mais justo


Flávio Dino também foi recebido pelo pastor Domingos Eduardo durante o XXI Aniversário da Igreja – Sede e XXXII Confraternização de Obreiros do Campo de Imperatriz. Reunindo lideranças evangélicas de 60 cidades, Flávio Dino, ao lado de Rosângela Curado, liderança política da Região Tocantina, reforçou seu compromisso com o Maranhão. O pastor Domingos Eduardo, dirigiu a Flávio Dino a citação bíblica que diz “O Deus do céu é quem nos fará prosperar”. Em oração, pediu pelo Maranhão e a realização do sonho de um estado mais justo.

Fonte: www.vermelho.org.br

10 de junho de 2014

Rose Sales sobre matéria apócrifa: "Enxergo nessa matéria infundada e infame, uma tentativa de desestimular mais adesões à nossa pré-candidatura à Câmara Federal."

Vereadora Rose Sales, do PCdoB
NOTA PÚBLICA

Surpreendida com matéria apócrifa postada na internet, cujo título: "VEREADORA ROSE SALES DEVE SE DESFILIAR DO PCdoB", venho a público esclarecer:

A) Trata-se de uma inverdade. Filiei-me em 2007 no PCdoB por sua rica história de luta social em prol do povo brasileiro e maranhense. Não vim agregar somente peso eleitoral, que é importante para qualquer partido, mas principalmente o valor da minha militância comunitária e popular. Sei que tenho dignificado a história do nosso partido no Maranhão, com a construção de um mandato popular, de luta social e pela garantia de direitos do povo e dos trabalhadores. O reconhecimento do nosso trabalho por parte da população é a força que alavanca nossas pretensões à Câmara Federal, a adesão tem sido grande e isso tem incomodado muitos setores tradicionais, que temem a minha forma combativa e popular de fazer política, sem atrelamentos equivocados;

B) Não tenho pretensão alguma de deixar o partido que represento, sou socialista por convicção, acredito na ideologia do PCdoB. Nunca existiu qualquer hipótese de troca de partido, nem de diálogo com a esfera municipal, estadual e nacional sobre essa hipótese. Assim como, também, nunca tive diálogo algum com outros partidos e muito menos estou em negociação para migrar pra outra legenda.

C) Quanto à afirmação de que o “Diretório Nacional procedeu orientação ao Estadual de não conceder legenda para minha candidatura à Deputada Federal”, é outra grande inverdade! Tenho excelentes relações com o Comitê Central do PCdoB, atendo todos os requisitos das prioridades nacionais e sempre tenho a confirmação da importância social e partidária da minha pré-candidatura para o povo do Maranhão;

D) Enxergo nessa matéria infundada e infame, uma tentativa de desestimular mais adesões à nossa pré-candidatura à Câmara Federal. O desespero e o jogo baixo são inversamente proporcionais ao meu trabalho e sucesso. Quanto mais crescemos, mas incomodamos aqueles que se acham donos do poder. Uma vez que acredito que as representações políticas são legitimadas pela população, pela força do povo, não me conduziria na contramão dos seus anseios e direitos, que sempre procuro honrar com meu mandato. Portanto, jamais abriria mão de minha autonomia e militância social e popular;

E) Por fim, como pré-candidata a Deputada Federal pelo PCdoB, quero reafirmar a minha determinação política de construir um grande mandato, não para alçar vôos mais alto, saindo de vereadora para deputada federal ou para meramente fazer ponte aérea São Luís/Brasília, pois tenho plena maturidade e nenhum envaidecimento com o poder, mas a convicção que o poder deve estar a serviço do povo que Deus me deu para cuidar. Portanto, numa determinação interior de fazer valer na Câmara Federal uma representação legítima em favor do povo maranhense, estabelecendo discussão ampla no país em torno de segmentos vulneráveis, populações tradicionais esquecidas, causas dos trabalhadores em geral, fomentar, mais rigor na garantia das políticas públicas, propondo projetos que coadunem com os interesses da nossa gente; é que coloco o meu nome à disposição dessa disputa eleitoral.

Rose Sales
Vereadora de São Luís - PCdoB

Dilma fala aos brasileiros e cala a boca dos portadores do 'complexo de vira latas'

Veja abaixo pronunciamento da Presidenta Dilma feito em cadeia nacional de rádio e TV.

Dilma fala ao Brasil e ao mundo.

PCdoB realiza Convenção Estadual no Maranhão dia 29 de Junho

Será no domingo, 29 de junho, a data da convenção que definirá os candidatos que concorrerão nas eleições de outubro representando o PCdoB-MA. O evento acontecerá a partir das 8h em local ainda a ser informado.

O presidente estadual do PCdoB, Márcio Jerry Barroso, informou na tarde de hoje que o evento acontecerá na capital e contará com militantes de todo o Maranhão. O evento deve confirmar a candidatura do ex-juiz federal e ex-deputado federal Flávio Dino (PCdoB) para disputar o Governo do Estado.

“Conclamamos toda a militância, apoiadores, simpatizantes e aqueles que acreditam em um Maranhão mais igual e mais justo para todos que participem deste momento, que será uma grande festa pela Democracia do Maranhão,” disse Márcio Jerry.

Reafirmando o projeto político alternativo ao Governo do Maranhão, tendo como base a Democracia, o Desenvolvimento e a Justiça Social, o PCdoB chega fortalecido nas vésperas das convenções partidárias – que definirão, além da candidatura ao governo, os nomes que serão propostos à sociedade para os mandatos de deputado estadual e federal.

O compromisso do PCdoB é confirmado por todas as suas lideranças, que possuem papel de destaque nas lutas sociais maranhenses. Hoje, o PCdoB faz a defesa do povo maranhense e liderada a bancada de oposição ao governo de Roseana Sarney na Assembleia Legislativa.

Antes da convenção partidária maranhense, os membros do PCdoB estadual participarão da convenção nacional do PCdoB em Brasília, evento que indicará os rumos do partido em todos os estados. O evento nacional acontece no dia 27, na capital federal.

Fonte: PCdoB

Prefeitura aplica mais de 90% do Fundeb com pagamento de educadores

Em 2013, exatos 92,04% dos recursos do Fundo de Manutenção da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais do Magistério (Fundeb) foram gastos com o pagamento da folha do magistério pela Prefeitura de São Luís. Os dados foram registrados na prestação de contas do município enviada no ano passado ao Tribunal de Contas do Estado (TCE).

O secretário de Educação, Geraldo Castro, destacou que, apesar do cenário desfavorável para as contas públicas, a valorização dos servidores do magistério é uma prioridade da atual gestão.

“Utilizamos o Fundeb com absoluta precisão e lisura, adequando às necessidades de custeio, manutenção e desenvolvimento, praticamente sendo todo voltado aos salários dos nossos educadores. Não será esta a gestão que porá em risco a tranquilidade do pagamento dos salários dos servidores”, explica Castro.

De acordo com o documento, até dezembro de 2013, a Prefeitura havia recebido exatos R$ 243.544.070,25 provenientes do Fundeb. Para a folha dos professores foram empenhados R$ 224.152.167,58. Neste ano, com o aumento do número de profissionais do magistério na rede municipal de ensino e os reajustes salariais, pagamento de progressões e titulações, o percentual comprometido deve ser ainda maior.

O Fundeb deve cobrir todas as matrículas da Educação Básica – da Educação Infantil ao Ensino Médio – sendo composto por nove impostos e mais transferências. O valor a ser recebido é estimado com base no número de estudantes matriculados em cada rede de ensino e da arrecadação dos estados e municípios. Além da remuneração dos professores, o Fundo também deve subsidiar a manutenção da rede de ensino e custear eventuais melhorias estruturais.

Fonte: Jornal O Imparcial

Sarneistas, comunistas ou trotskistas? 'Mídia Híbrida' confunde população e fecha o cerco contra a greve

Professores em greve
Sem dúvida quem comanda a greve da educação em São Luís são os educadores e educadoras da rede liderados pelo SINDEDUCAÇÃO, presidido pela professora Elizabeth Castelo Branco.

Mas a mídia híbrida ‘sarneista’ alinhada à mídia da prefeitura age de maneira covarde quando tenta fechar o cerco contra a greve dos educadores e educadoras de São Luís trabalhando sempre com a dúvida quando fala com a população.

Sequer conversam com o Sindicato.

E fazem assim pois na cidade não se fala de outra coisa a não ser a crise na Educação municipal. Não há como esconder.

Tenta de todas as formas achincalhar o SINDEDUCAÇÃO e desqualificar a luta que os trabalhadores travam a 20 dias para garantir a defesa democrática da educação pública de qualidade no município.

Espalharam no início que a greve era comandada pelo PDT. Depois disseram que o PCdoB é quem estaria incentivando o movimento paredista. Por fim tentam vincular a greve aos ultra-esquerdistas do PSTU.

Mas afinal, o quem querem?

E alguns ainda publicam coisas 'sem pé nem cabeça' para atingir a direção do SINDEDUCAÇÃO e a presidente da Entidade.

Mídia híbrida
Sim , pois é necessário detscar que nunca uma presidente de sindicato foi tão enxovalhada como a honrada presidente do SINDEDUCAÇÃO, professora Elizabeth Castelo Branco, que simplesmente tem renovado a forma de atuar do sindicato que reúne cerca de 6.000 profissionais da Rede.

É claro que todos sabem os motivo$ que os levam a operar de maneira tão covarde a ponto de manter apenas o velho clichê 'direitóide' na cobertura diária da greve, criminalizando o movimento e jogando a sociedade contra os grevistas.

O SINDEDUCAÇÃO ao lado dos trabalhadores pelo visto não tem se intimidado com a coação orquestrada, e garante que o objetivo não é fazer a luta por fazer, mas garantir o direito dos profissionais da Rede.

É notório que a bandeira da democratização da mídia vem à tona uma vez mais. Os veículos comerciais do Maranhão não são exemplos de mídia democrática, pois mesmo quando abrem espaço para a cobertura do movimento acabam prejudicando, quando jogam a população contra a greve.

Aos trabalhadores e trabalhadoras resta seguir o curso da luta enfrentando os abutres e cães de guarda da mídia covarde e conservadora que atua sempre com interesses dúbios e fazendo o velho jogo duplo de sempre.

9 de junho de 2014

Em greve a 19 dias, Professores de São Luís realizam 2ª Caminhada em Defesa da Educação Pública

Professores em greve a 19 dias
Os professores e professoras de São Luís decidiram continuidade a greve na Rede Municipal de Ensino. E hoje (9) realizaram a 2ª Marcha em Defesa da Educação Pública.

Centenas de educadores e educadoras saíram às ruas de São Luís em protesto contra as péssimas condições das escolas públicas no Município e ao mesmo tempo contra a falta de diálogo da prefeitura com a categoria em greve há 19 dias.

Os trabalhadores concentraram-se inicialmente em frente à UEB Alberto Pinheiro, Centro da Capital, e saíram em seguida em longa caminhada pelas principais ruas do centro histórico da cidade até chegar à Sede do Palácio dos Leões, Sede da Prefeitura.

Acompanhados de um carro de som os professores e professoras revezaram-se centrando as falas nas condições em que se encontram as escolas e na falta de capacidade para o diálogo do prefeito Edivaldo. “Parece que o poder público não quer mesmo negociar com os trabalhadores, pois já estamos entrando na 3ª semana da greve e até agora sequer fomos contatados. Nenhum sinal. Isso revolta.”, disse a professora da Rede, Maria José.

Outro que manifestou preocupação com a forma infantil como tem conduzido o tratamento aos professores foi o professor de História Carlos Campelo que enfatizou a necessidade do prefeito Edivaldo Holanda Jr em buscar a proximidade com o movimento grevista. “Tem que negociar senão a greve não acaba. Até o momento, após o início do movimento a prefeitura ainda não chamou a direção do SINDEDUCAÇÃO e o Comando de Greve para negociar para tentar resolver esse impasse.”, destaca o Professor Carlos Campelo.

Defesa jurídica dos trabalhadores

O Advogado do SINDEDUCAÇÃO, Dr. Antônio Carlos Araújo destacou que o Sindicato ajuizou recurso hoje (9) junto ao Tribunal de Justiça do Maranhão reforçando a defesa dos trabalhadores contra a decisão intempestiva tomada pela Justiça quando decretou a ilegalidade da greve e garantindo os direitos básicos dos profissionais da educação em greve.

“Greve continua. Ninguém deve voltar para a sala de aula até que o nosso recurso seja apreciado. O município não pode executar sentença alguma até que o recurso apresentado pelo SINDEDUCAÇÃO seja apreciado.”, esclareceu Antônio Carlos.

O Advogado do Sindicato disse também que amanhã (10) o Desembargador Antônio Guerreiro Jr, deve receber a assessoria do SINDEDUCAÇÃO para pessoalmente ouvir os motivos pelos quais levou o sindicato a dar entrada em recurso para suspender a liminar que decretou a ilegalidade da greve. “Temos argumentos fortes e reais para apresentar à justiça e reverter a situação em favor dos trabalhadores., declarou o Advogado.

A Presidente do SINDEDUCAÇÃO, Elizabeth Castelo Branco, disse que “os trabalhadores tem nesse momento da Greve o compromisso de sensibilizar a categoria de professores demonstrando que a unidade é que faz a força. Vamos centrar fogo na mobilização cada vez mais intensa da categoria. E faremos isso intensificando nossa agenda da greve com Blitz nas escolas que ainda insistem em manter atividades funcionando, mesmo que precariamente. A greve continua até termos propostas da prefeitura para podermos avaliar a decidir.”.

7 de junho de 2014

Morre o ex-Presidente do SINTEMA, Genésio Abreu

Genésio fala durante assembleia do Sintema.
O Blog lamenta o falecimento do ex-Presidente do SINTEMA Genésio Abreu Pereira na noite da última quinta-feira (06), em São Luís.

Genésio era funcionário da Universidade Federal do Maranhão e foi sócio fundador do Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos da UFMA do qual foi dirigente por diversos mandatos e Presidente por duas vezes.

Genésio era militante dedicado à causa dos trabalhadores doando parte de sua vida ao movimento sindical brasileiro.

A notícia chegou num momento onde os técnicos administrativos do Brasil estão em greve a mais de dois meses, deixando a categoria consternada.

O corpo foi velado por amigos e familiares durante a noite de ontem e todo o dia na Pax União, Centro de São Luís.

Genésio foi enterrado às 16:00 no Cemitério Jardim da Paz, estrada de Ribamar.

O Blog envia sentimentos de pesar à família.